junho 16, 2006

ARTE COMO MISSÃO DA VIDA



Foi aos 10 anos que Walter Zand optou por "desviar"o dinheiro que sua avô havia lhe entregue para comprar amendoim e em contrapartida adquirir algumas "bisnagas"de acrilico para poder iniciar a sua aventura artistíca, a pintura.

Olhando para esta obra, Djepokotzo, um dos quadros patentes na exposição "Visão do Silêncio" que encerra no dia 23 de Junho no Centro Cultural Franco Moçambicano, em Maputo, nota-se a viagem que Walter Zanda pretende transformar através da pintura.

"Djepokotzo" ou "Cambalhotas" é um tripitico em acrilico sobre tela, onde encontramos o momento triste e alegre que o artista procura transmitir, eis a razão da "Visão do Silêncio".

Nesta mostra, o artista reúniu apenas alguns quadros de desenho e pintura, deixando de lado a cerâmica ( outra área do seu dominio) , com intuito de mostrar a outra face da zona suburbana que normalmente é conotada com espaço de crimes e assassinatos.

Do seu bairro super povoado, o Xipamanine, apresenta a bela paisagem da madeira e zinco, os becos donde "um bom olfacto" facilmente detecta o cheiro queimado da castanha de caju, das badjias da "tia Tereza", das "magumbas fritas para o "xikento", o "Uputsu" que junta os amigos no senta baixo onde o som dos gira-discos vulgo "Gumba Gumba" complementam o ambiente da zona.

Apreciar a mostra "Visão do Silêncio" é conhecer o trajecto e o talento artístico de Walter Zand, que se espalha na música, pintura, cerâmica e a docência das artes para as crianças, fase que também passou por ela.

8 comentários:

Denudado disse...

Vim até aqui trazido pela "mão" angolana de Soberano Canhanga, que recomenda este blog no seu próprio, e encontrei um blog maningue interessante.

Gostei muito e tenciono visitá-lo mais vezes. Um abraço desde Portugal.

Olho Atento disse...

Olá, Pota,
Espero que este teu projecto de divulgação cultural dê frutos. Muitos frutos e que muitos moçambicanos lhe sigam as peugadas. "A cera é tão grande e os lavradores são poucos"( é uma passagem algures na bíblica que se adapta.
Os melhores votos para tí e teus visitantes
Soberano Canhanga

Olho Atento disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
MGomes disse...

È a minha primeira visita a este blog.É um bonito projecto que prometo voltar revisitar quando possível.

Kiara disse...

Amei esse quadro! Nunca tinha ouvido falar desse pintor.
Força para o Blog, virei mais vezes.

Flávio Corrêa de Mello disse...

Bom Dia,
Acabei de conhcer seu blog através do Rio Geba, de Waldir Araújo. Virei visitá-lo mais vezes.
abraços

JPT disse...

só hoje conheço este blog, de ligação em ligação. espero que não se tenha esquecido da senha de novo. vou ligar, para ir acompanhando do seu regresso

Olho Atento disse...

Talvez por ética, talvez para nos 10preocupar, o Pota não disse que se passa com ele.
Todos os visitantes assiduos deste blog já terão dado conta que ele está há 2 meses sem escrever. Pois é:
Sofreu um acidente (de viação?).
Soube de um irmão seu. Mas o Pota já está bem, e não tarda (disseme o mesmo,) voltará ao convívio.

Ao Pota, com quem nunca mais falei, rápidas melhoras.

Soberano Canhanga