outubro 09, 2007

DEZ DIAS, 100 HORAS, REVIVENDO CHISSANO

Como forma de reviver a vida e obra do Escultor Moçambicano, Alberto Chissano (1934- 1994), membros da Associação Cultural Xibalakatsarte promovem um Festival de Arte a ter lugar na Galeria Chissano na Matola do 10 à 20 de Outubro de 2007.

A Escultura , Pintura e Timbila foram as formas de expressão que os organizadores escolheram para durante os 10 dias produzirem obras, conhecerem a vida e obra do mestre Chissano, falar do estágio das artes plásticas em Moçambique e da Timbila como Património Mundial.

Esta é uma das várias iniciativas que os artistas optam para preservar a obra do Escultor Alberto Chissano, com objectivo de criar um momento de convívio, sensibilizar a sociedade a aderir espaços de caracter cultural como é o caso do Museu Galeria Chissano.

A directora do Museu Nacional de Arte, Julieta Massimbe vai falar da Vida e Obra do Mestre Alberto Chissano (14/10/07) enquanto que em relação ao Estágio das Artes Plásticas em Moçambique os artistas pretendem trocar ideias na mesa redonda (17/10/07), a qual esperam a participação do público amante das artes.enquanto. O ARPAC foi convidado para enviar um especialista para falar da Timbila como Património Mundial (20/10/07). Estes encontros terão inicio as 15 horas das datas marcadas. O workshop será diario das 8 as 18 horas, são no total dez dias = 100 horas revivendo o mestre Alberto Chissano.

2 comentários:

Aguiar disse...

Ola Ouri, qdo tiver tempo clique aqui:

http://pensando-as-elites.blogspot.com/2007/10/magia-est_10.html
em seguida, dois clicks em "nossas maos" e vera, como acho seu blog, magico... simplesmente.

saudaçoes cordiais

Geraldo disse...

Ola Ouri,
è uma grata satisfação estar visitando o teu Blog, o qual se encontra repleto de coisas belas.
Começando pelo Escultor Moçambicano Alberto Chissano; vi as outras publicações relativas à literatura, teatro, musica, um belo coral.Penso que deveria ter vindo mais cedo.
Deixo meu cordial abraço aqui do Brasil.
Geraldo